Início do Conteúdo

Os ensaios clínicos randomizados estão aqui para ficar, ao menos por enquanto. A ressalva feita pelo professor do Centro de Pesquisa Cardiovascular de Glasgow, Escócia, Pardeep Jhund marcou a abertura do Simpósio Internacional PPG Cardiologia UFRGS, realizado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre nos dias 23 e 24 de novembro. Conforme a coordenadora do evento, professora Carisi Polanczyk, o objetivo foi debater os desafios e paradigmas da pesquisa cardiovascular, estabelecendo proximidade com especialistas de outros países.

simposio ppg cardiologia 23.11 12

Um dos mais produtivos pesquisadores da Cardiologia em nível internacional, Pardeep Jhund fez referência às possibilidades trazidas por ferramentas de big data. Ele citou o exemplo da Escócia, onde cada pessoa tem um número de identificação em que são registrados todos seus exames, consultas e internações, formando um banco de dados robusto que serve de base para estudos.

No debate que se seguiu, foram tratados os aspectos éticos do uso das informações, a qualidade dos dados disponíveis em países como o Brasil e os cuidados necessários com a interpretação dos números. Também foi apontada e a necessidade de se ter metodologia bem desenhada para atingir resultados de confiança.

simposio ppg cardiologia 23.11 22

Alimentação

As controvérsias sobre quais os melhores alimentos a serem consumidos para contribuir com a saúde do coração também pautaram o simpósio. A professora Vera Portal ressaltou que a restrição de um macronutriente (carboidrato, gordura ou proteína) auxilia redução momentânea de peso, mas que boa parte é recuperada ao longo de um ano. Para ela, o ideal é o consumo proporcional dos alimentos.

Pesquisadora do Elsa, Vivian Luft evidenciou que o consumo de alimentos ultraprocessados traz problemas ao organismo, estando associado à obesidade. O professor Eduardo Bertoldi apresentou o estudo que está em fase final de desenvolvimento sobre a dieta brasileira, ainda sem resultados definidos, mas considerado promissor.

simposio ppg cardiologia 23.11 34

Perspectivas

O presente e o futuro da pesquisa em Cardiologia e as doenças não transmissíveis foram o destaque da atividade final do evento. A coordenadora do GPPG, professora Patrícia Ashton-Prolla, abordou os avanços da Medicina de precisão, individualizada para cada paciente.

 O professor Murilo Foppa aprofundou questões relativas ao diagnóstico por imagem, destacando que mais dados úteis podem ser extraídos dos exames realizados. Já o professor Luis Eduardo Rohde falou de saúde digital, como o estudo da Apple, empresa de tecnologia, que utiliza seu relógio associado ao telefone para analisar batimentos cardíacos e outras informações obtidas diretamente dos usuários.

simposio ppg cardiologia 23.11 9

No início do evento, a coordenadora da Comissão de Pós-Graduação em Ciências da Saúde: Cardiologia e Ciências Cardiovasculares, professora Andreia Biolo, valorizou o nível de excelência do programa, reconhecido com o conceito 6 pela Capes (Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior). A programação contou ainda com workshops sobre como delinear projetos inovadores e avaliar pesquisas na era da informação.